• Sobre mim mesmo…

    Adolfo Brás Sunderhus Filho é professor de História, Filosofia e Sociologia, que tem um mania de ficar observando tudo a sua volta e quando acha que algo é interessante (ou nem tanto) acaba por escrever por aqui sobre isso...
  • Calendário

    outubro 2009
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

    Junte-se a 281 outros seguidores

  • Pessoas!

    • 2,377 pessoas!

Momento musical – pq sempre é bom!! :D

Músicas sempre trazem mensagens bacanas nelas… Uma que venho escutando há algumas semanas é Grey Room, de Damien Rice… Uma música belíssima, simples, mas de uma letra tocante… Deixo abaixo para vocês a letra dela traduzida e um clipe.

 

Grey Room (Damien Rice) – Traduzida

 

Bem, eu já estive aqui antes
Sentei no chão
Em uma sala cinza, cinza
Onde passo o dia todo
Não como, mas brinco
Com essa comida cinza, cinza
Desolação
Se alguém estiver rezando
Então posso fugir
Desolação
Mesmo se eu gritar
Não consigo gritar tão alto
Estou totalmente sozinho de novo
Rastejando de volta para casa
Empacado ao lado do telefone de novo
É, eu já estive aqui antes
Sentei no chão
Com um humor cinza, cinza
Onde passo a noite toda acordado
E tudo o que escrevo
É uma melodia cinza, cinza
Então reze por mim, criança
Só um pouquinho
E eu posso fugir, é
Reze por mim, criança
Até um sorriso
Basta agora
Estou totalmente sozinho de novo
Rastejando de volta para casa
Empacado ao lado do telefone de novo
Você ainda é minha porta aberta?
Você ainda é meu porto arenoso?
Você ainda cruzará minha ponte nesta tempestade?
Você ainda me manterá quente?
Porque se eu espremer minha uva
E beber meu vinho, é
Porque se eu espremer minha uva
E beber meu vinho, é
É, oh, porque nada foi perdido
Isto está congelado
E está na hora de abrir
Mas não tem ninguém na fila
Mas eu ainda sou minha porta aberta
Ainda sou meu porto arenoso
Ainda cruzarei minha ponte nesta tempestade
E me manterei quente
Mais quente que o possível…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s