• Sobre mim mesmo…

    Adolfo Brás Sunderhus Filho é professor de História, Filosofia e Sociologia, que tem um mania de ficar observando tudo a sua volta e quando acha que algo é interessante (ou nem tanto) acaba por escrever por aqui sobre isso...
  • Calendário

    fevereiro 2011
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28  
  • Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

    Junte-se a 281 outros seguidores

  • Pessoas!

    • 2,377 pessoas!

Revolução para quem?

O termo revolução é algo um tanto complexo dentro do estudo da história. Utilizado para se referir a movimentos que foram muito característicos da Europa durante entre os séculos XVI ao XVIII, tem bases Iluministas e voltarem contra regimes absolutistas que existiam nos países do “velho continente”. Tais processos revolucionários ocorreram na América também, em séculos XVIII e XIX, uma vez que elas estavam intimamente ligadas à Europa, devido as suas características colonialistas. Mas, a discussão aqui está um pouco longe de ser a respeito dos processos revolucionários que ocorreram nos séculos citados acima. Dando um salto no tempo, chego ao século em que estamos e venho a tratar de duas revoluções em pleno século XXI.

Depois de sofrer com 30 anos de ditadura, a população do Egito rebelou-se contra o governo de Mubarak, exigindo a saída do ditador do comando do país. Lembro de ver o Egito nas principais capas de jornais e também na tela de diversos jornais. Matérias e mais matérias a respeito dos revoltosos egípcios, a respeito da forma de governo que lá estava instaurada e por aí vai. E, então, todo mundo começou a falar do Egito. Mubarak deixou o poder, depois de 3 décadas. E agora, estoura outra revolução, no Barhein, com o povo se voltando contra o sheik. A grande questão que faço aqui é: esses processos revolucionários de hoje em dia trarão alguma mudança clara para a grande massa populacional, ou serão como os de 3 séculos atrás, que em nada mudaram a vida da população de forma geral?

Revolução para quem, seria a grande pergunta…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s