Tempestade…

Lentamente encontramos o ponto ideal, no qual conseguiremos uma tranquilidade, um equilíbrio entre diversos, sejam quais forem. Agora, até lá…

Viveremos períodos inconstantes, cheios de reviravoltas, nos quais ocorrerão coisas que não podemos sequer imaginar, onde perderemos a noção do espaço, do momento, do tempo. Períodos nos quais o homem nos mostrará aquele que ele realmente é, e ficaremos desnorteados, como se tivéssemos pulado de um carrossel girando em alta velocidade. Ficaremos machucados, tontos, sem senso de direção. E quando tudo isso tiver atingido sua potência máxima, olharemos um para o outro, no meio da rua, para conhecidos e desconhecidos, e perguntaremos:

O que faremos agora?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s