• Sobre mim mesmo…

    Adolfo Brás Sunderhus Filho é professor de História, Filosofia e Sociologia, que tem um mania de ficar observando tudo a sua volta e quando acha que algo é interessante (ou nem tanto) acaba por escrever por aqui sobre isso...
  • Calendário

    dezembro 2017
    S T Q Q S S D
    « maio    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

    Junte-se a 281 outros seguidores

  • Pessoas!

    • 2,392 pessoas!

Vitórias, processos, mudanças…

Algumas datas nós comemoramos, como vitórias que nunca imaginamos ser alcançadas. Outras tantas comemoramos, como marcos de mudança em nossas vidas. A data de hoje faz parte de todo um processo de mudança em minha vida. As mudanças começaram a ocorrer anos atrás, pela influência de um  amigo meu, que num dia simples me convidou para ter uma experiência magnífica, que me tocou e mudou completamente o meu ser. Mas, infelizmente, como todo ser humano, sou falho e não enxerguei a verdadeira importância daquele momento e daquela experiência que tive. Durante um período vive distante, num mundo assolado por incertezas, onde inimigos nos espreitam o tempo inteiro, das mais variadas formas, utilizando-se dos mais variados objetos e tentações para nos pegar e levar cada vez para longe daquilo que nos é tão caro.

E, então, no ano passado, conheci uma pessoa magnífica. Primeiro, foi apenas um ver, observar. Depois iniciativas, e justamente aí começaram as mudanças, muito importantes na minha vida. As experiências foram incríveis, magníficas, e graças a uma pessoa incrível, que em muito me ajudou na caminhada, e em muito me ajuda até hoje nela.

Hoje, ao lado dessa pessoa, comemoro um ano de noivado, e estou na contagem regressiva, para chegar o dia do casamento, e aí passar o resto da minha vida, com a benção do Senhor, ao lado dela.

Muito obrigado por existir, minha vida, meu amor, minha razão!

Anúncios

Recém…

Ontem estava na casa de meus sogros para fazer um lanche com eles, ver minha noiva e um casal de amigos que haviam acabado de se casar. Diversão mais que garantida, sem dúvida alguma, e mais bacana foi ver o quanto o casal de amigos estava feliz, naquele ritmo de “tudo é maravilhoso”… Deve ser gostoso esse clima, né? Esse momento inicial de descobrir características ainda mais profundas daquela pessoa que você já achava conhecer, e ver algumas coisas que você nem imaginava que seriam possíveis e são tão diferentes de como era antes do casório. Li em algum lugar, em uma dessas correntes que fazem piada com casamento, que as pessoas só conhecem realmente o seu companheiro em sua plenitude quando se casam com ele, que as pessoas, depois de casadas, mudam de tal forma que muitas vezes parecem ser até outras…

Será mesmo que é essa? Bom, é só uma pergunta que ficou em minha mente, coisas de um homem que está fazendo três meses de noivado hoje…